Kygo, o DJ que as maiores gravadoras do mundo lutaram para ter

kygo

Ele não recusa o sucesso comercial da música eletrônica, mas mesmo assim tem apelo com os mais “cool”, e por isso Kygo vai ser o próximo grande dj superstar.

Foram-se os tempos em que música eletrônica era algo apenas de festivais e raves. Ela já é uma porcentagem (BEM GRANDE) das rádios e vendas no Itunes, e para alimentar essa demanda da última década, é preciso que o mercado esteja em constante renovação, precisa existir sempre aquela “nova grande promessa”. Já foi o Avicii, o Madeon, o Martin Garrix, o Nicky Romero, o Hardwell, e agora todo mundo acredita que vai ser o Kygo.

Kygo e Martin Garrix

Como todo grande dj que hoje toca no palco principal do Tomorrowland, o norueguês Kyrre Gørvell-Dahll, de 24 anos, começou criando beats e remixes em seu quarto, até o ponto em que recebeu uma ligação do Avicii e do Chris Martin do que perguntaram se ele não queria fazer um remix oficial de uma faixa do Coldplay. haha Tá bom para você? Aliás, quando Avicii ficou doente e não pode tocar no palco principal do Tomorrow World, foi o norueguês que preencheu a vaga. Olha a responsa! Claro que no meio desse processo, Kyrre criou remixes que agradaram a maioria dos jovens universitários que frequentam assiduamente festivais de EDM, não é à toa que já tinha mais de 50 milhões de plays em suas 24 faixas no Soundcloud quando assinou com a SONY.

Dolly Parton “House Remix” funcionando muito bem! Tem também Marvin Gaye, The XX, Ed Sheeran e mais.

Aliás, assinar com a SONY não foi fácil. Lembram quando falei ali em cima que o mercado sempre quer saber quem vai ser “the next big thing?”. Kygo é bonitão, faz um som amplo que agrada a várias demografias e faz um som que está na crista da onda, o house. Todas as gravadoras viram o potencial e foram em cima dele. Inclusive sabe quem? O Scooter Braun, o empresário da Ariana Grande, do Justin Bieber, da Meghan Trainor, etc. A vencedora foi a SONY, por oferecer uma oportunidade de projeção imediata e gigantesca para ele, pois ela tem uma presença fortíssima em dois grandes mercados de EDM: Europa e Brasil! Olha só, no fim das contas, acessibilidade ao Brasil foi um fator que fez Kygo decidir pela gravadora. Realmente é inegável a força da música eletrônica no nosso país. Dizem até que o contrato dele foi feito nos moldes de nomes já estabelecidos como Skrillex e Deadmau5. Para vocês verem como estão apostando nessa picape norueguesa.

O som do Kygo, que tem encendiado todo mundo, nem é tão pesado. Ele é especialista em tropical house, um house super gostoso e dançante, mas bem abaixo dos usuais 128 bom do gênero. É também um som muito carregado de pianos e batidas super melódicas. Não é aquela música que vai ser o pico de energia da noite, mas tem um swing gostoso que mobiliza o público em massa. É só ouvir algum dos hits de 2015 dele, como “Firestone” ou “Stole The Show”. Eu ando VI – CI – A – DO em “Here For You”, o single mais recente dele que tem vocais de ninguém menos que Ella Henderson, a música pop britânica dona do hit “Ghost”.

O cd dele estava prometido para o começo do ano, mas como a agenda dele deve estar um pouco lotada de shows e aparições, provavelmente não teve tempo suficiente para gravar tudo o que pode com as grandes estrelas do portfolio da SONY que a gravadora vai liberar para ele.

Esperem muito ainda desse nome. E aproveitem o dia com essa playlist espetacular de remixes dele!

Kygo

Comentários

comentários

3 Comments

Deixe uma resposta